CARTAS (SEM RESPOSTAS) AO MORDOMO 6: BRASIL PRECISA ACELERAR MUDANÇAS

Senhor Mordomo, como vai?

Acho que você está bem, mas o Brasil está mal.

O Brasil precisa de reformas urgentes!

images

* Foto – Internet: Abril.

Pode tirar essa cara de preocupado. O governo do Brasil não precisa de uma reforma plástica. Nada de maquiagem!

O governo precisa de uma reforma que lhe garanta seguir em frente.

Não se trata de fazer pequenos ajustes para garantir uma curta sobrevida, de jeito nenhum!

O Brasil está precisando reformar pontos importantes do seu sistema de governo.

Temos numa democracia representativa, mas os representantes não respeitam mais os desejos dos representados.

Não bastam as reformas do Teto de Gastos, do Ensino Médio e da Previdência. Aliás a Reforma da Previdência, do jeito que está, protege o estado e prejudica o trabalhador.

O povo quer mais!

Quer urgência na Reforma Política, com o fim das reeleições para os cargos majoritários e somente uma reeleição para os proporcionais. Chega de reeleições sucessivas!

Pelo fim dos privilégios, com a oferta de altos salários, cheios de penduricalhos e mordomias no serviço público.

Até agora, Senhor Mordomo, o seu governo, do seu presidente, tem sido o governo de `empurar com a barriga`, de enganar o povo.

E não pense que vai controlar a inflação e melhorar a economia, apenas com mexidas na taxa selic.

Se você, caro Mordomo, a eminência parda que mais manda no governo do seu presidente Michel Temer, não está conseguindo fazer muita coisa, imagina os outros.

E se não tem condições de fazer nada, o negócio é convocar uma nova constituinte e renunciar, entregando o comando do país à presidente do Supremo Tribunal Federal – STF, a ministra Cármem Lúcia.

Esse, um dos maiores desejos do povo brasileiro para este 2017 que se inicia amanhã.

Senhor Mordomo, diga ao seu presidente que faça isso!

Feliz Ano Novo!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

 

CARTAS (SEM RESPOSTAS) AO MORDOMO 5: 2017 SERÁ MELHOR. NÃO VAI REPETIR 2016

Senhor Mordomo, feliz ano novo!

Assisti e vi a repercusão da fala do Senhor Presidente Michel Temer hoje.

Disse que 2017 será um ano melhor. Que não vai repetir 2016.

63537627_brasilbrasiliabsbpa29-12-2016paentrevista-coletiva-do-presidente-mic

* Foto – Internet: O Globo.

Gostei do que ele falou.

E não gostei do que ele não falou.

Pabulou-se que tem maioria folgada no Congresso Nacional, mas as reformas não andam na velocidade que o país precisa.

Os projetos tramitam devagar, como o Teto dos Gastos e a Reforma da Previdência, para ficar só nesses dois exemplos.

Só com o que está posto, redução tímida dos gastos da União e redução drástica dos benefícios da aposentadoria, o país não vai mudar substancialmente.

Não gostei, Senhor Mordomo, porque ele não falou em reforma política, redução das mordomias, redução dos impostos e até agora, não apoiou as 10 Medidas (originais) e nem falou claramente que apoia a Lava Jato.

Ficou devendo!

Como está devendo implantar essas medidas e entregar a Presidência da República para a presidência do Superior Tribunal Federal – STF, ministra Cármen Lúcia.

Mas isso seria esperar muito de um político carreirista, como a grande maioria dos políticos do Brasil, e que ainda por cima, revela traços de narcisismo na sua personalidade.

Senhor Mordomo, diga ao presidente que faça isso!

Antes que seja tarde!

Sem outros comentários, passar bem!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

CARTAS (SEM RESPOSTAS) AO MORDOMO 4: BÔNUS NO RURAL E ÔNUS NO COMERCIAL

Senhor Mordomo, meus cumprimentos!

Hoje vou falar de uma séria preocupação que venho sentindo nos últimos dias.

dinheiro-1

* Foto – Internet.

Quando falamos em privilégios do governo, lhe garanto que sou contra qualquer um que exista.

Se falarmos sobre proteção a atividade econômica, sou favorável a todas as medidas para proteger o setor primário, que é o agronegócio, o secundário, que é a indústria, e o terciário, onde estão o comércio e os serviços.

Todas as regiões do país, possuem os seus Fundos Constitucionais.

São recursos que o governo federal disponibiliza para estimular o empreendedorismo nessas áreas em todas as regiões do país.

Mas, quando o negócio aperta, o setor primário, o agronegócio é protegido, a indústria é protegida, mas o comércio e os serviços apanham no lombo, as chicotadas da crise.

Explico: quando se configura a crise, no setor primário, por culpa única e exclusiva do tempo, no caso a estiagem no Nordeste, o governo cria medidas que possibilitam ao devedor de empréstimos dos bancos regionais do governo, tipo BNB, renegociar o pagamento dos empréstimos, sem juros, e com abatimento de até 85% do principal, beneficiando diretamente os agricultores e a indústria na região.

Mas quando se configura a crise, no setor terciário, por culpa única e exclusiva das políticas econômicas do governo, que deram errado, o próprio governo cria medidas que travam ao devedor de empréstimos dos bancos regionais do governo, quanto estes desejam quitar os empréstimos.

São cobrados juros escorchantes, juros sobre juros, dos devedores, sem brechas para negociação, mesmo para o devedor que quer se desfazer do bem que foi dado em garantia do empréstimo, para quitar a dívida.

São vários pesos e várias medidas para situações com a mesma gravidade.

E, se você ainda não sabe, caro Senhor Mordomo, somente nos shoppings centers, mais de 18 mil lojas fecharam neste ano de 2016. Mais grave ainda é saber que, dos novos shoppings, abertos neste ano, somente 55% das lojas estão funcionando. Os outros 45% sequer abriu. Ainda estão fechadas.

Está difícil!

Precisamos de uma política, nos bancos estatais, que proteja o investidor / empreendedor que está nas cidades e tem o mesmo problema do agricultor no sertão nordestino.

Épreciso fazer justiça com quem empreende e cria novos negócios!

Senhor Mordomo, acredite que isto é essencial! E arroche!

Sem outros comentários, passar bem!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

 

 

CARTAS (SEM RESPOSTAS) AO MORDOMO 3: AVIÃO PRESIDENCIAL SEM GULOSEIMAS

Senhor Mordomo, meus cumprimentos!

Parabéns!

Agora o mordomo começa a eliminar as mordomias.

Mordomias velhas. Uma velha história, que começou em governos do passado.

Todos eles, foram ao longo do tempo, ampliando a mordomia.

haagen-dazs-jornal-correio-do-brasil

* Foto – Internet: Jornal Correio do Brasil.

Era mesmo para cancelar a licitação do último dia 19.

E nem precisava esperar pela repercussão negativa nas mídias sociais da internet.

Afinal, seria um escárnio com a nação, encher o avião presidencial com sorvete Häagen-Dazs, Nutella, amêndoas in natura, linhaça dourada, além de chocolates, refrigerantes, biscoitos, frutas e barras de cereais.

Isso, Senhor Mordomo!

O negócio é combater as mordomias.

Onde elas existirem!

Tem que cortar os excessos!

Economizar bilhões nos privilégios!

Senhor Mordomo, arroche no que é essencial!

Sem outros comentários, passar bem!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

 

CARTAS (SEM RESPOSTAS) AO MORDOMO 2: LEMBRA? PRESIDENTE NORDESTINO?

Senhor Mordomo, meus cumprimentos!

Menos, menos, menos… Agora o Senhor superou! Querer ser lembrado como “o maior presidente nordestino que passou pelo Brasil”. Quem gostava de dizer essas besteiras pra desviar a atenção do povo, era Dilma. Deu no que deu! O Senhor sabe!

michel-temer-beto-baratapresidencia-da-republicadivulgacao

* Foto – Internet: Beto Barata – Divulgação – Presidência da República.

Os problemas do Brasil, Senhor Mordomo, passam mutio longe de frases bestas como essa.

Comunique, informe, anuncie tudo que o Senhor está fazendo pelo povo nordestino: R$ 755 milhões em investimentos para a construção de 133 mil cisternas, microaçudes e programas de acesso à água em 15 estados do país; beneficiar mais de 1 milhão de pessoas em 759 municípios; garantir mais dinheiro da repatriação para estados e municípios do Nordeste; continuar e concluir a transposição do Rio São Francisco.

Sem arrudeios e sem frases deefeito.

Seja objetivo e direto! O povo entende!

Está na hora de mexer nas despesas de mordomia em toda a estrutura do governo.

É preciso cortar os excessos!

São bilhões saindo pelo halo dos privilégios!

E há privilégios em todo o governo: Poder Executivo, Poder Legislativo e Poder Judiciário.

Senhor Mordomo, arroche no que é essencial e esqueça frases de efeito!

Sem outros comentários, passar bem!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

 

CARTAS (SEM RESPOSTAS) AO MORDOMO 1: MINHAS PREOCUPAÇÕES COM A CRISE

Senhor Mordomo, meus cumprimentos!

Desejo que o seu Natal com a sua família atual, Marcela e Michelzinho, tenha sido bom.

micheltemer-marcela-e-michelzinho-internet-bahia-economica

* Foto – Internet: Bahia Econômica.

Diferentemente do Natal de mais de 30 milhões de brasileiros que perderam o emprego nos últimos 3 anos, o seu deve ter sido melhor. Você, além de ganhar uma promoção no seu emprego, inclusive com aumento salarial, também tem todas as suas mordomias e despesas com casa, comida, roupa lavada, empregados domésticos, segurança, transporte (automóveis, motoristas, aviões e pilotos), água, energia, telefone, tv por assinatura e assinatura de jornais e revistas, pra você e sua família, pagas.

Todas as suas despesas são pagas com o dinheiro da Nação.

a-crise-no-brasil-uol

* Foto – Internet: UOL.

Daí a minha preocupação com a crise.

Se o governo insiste em gastar mal, com altos salários e mordomias absurdas, mesmo para um período normal (imagina na crise!), em pouco tempo o dinheiro do povo não vai mais poder pagar os seus salários e as suas mordomias.

Está na hora de mudar. Mudar radicalmente. Do jeito que está, não dá pra continuar!

Seja homem com H – agá maiúsculo, e corte as despesas do governo, no Poder Executivo, no Poder Legislativo e no Poder Judiciário.

Há gastos absurdos nas despesas, principalmente com altos salários e mordomias.

E você, Senhor Mordomo, sabe disso mais do que ninguém!

Por isso, o Senhor tem a obrigação de corrigir os erros, eliminando os excessos revoltantes.

Sem outros comentários, passar bem!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com