COMO CONFIAR NAS INFORMAÇÕES? TEMPOS DE DÚVIDAS? INTERROGAÇÕES?

Ilustração – Nova logomarca do Instituto Índice Pesquisa – Arte – Cassiano Cunha

PRIMEIRAMENTE, FORA O RADICALISMO!

Se está difícil acreditar nas informações que você lê na sua timeline, imagine a quantidade de erros que são cometidos baseados nas informações falas da internet?

Estamos vivendo tempos de dúvidas, mas para conquistar as certezas, precisamos de fontes de informação confiáveis.

Mas, antes disso, vejamos o que é mesmo que representa o termo dúvida.

Segundo o Aurélio:

“[Dev. de duvidar.]

Substantivo feminino. 

1.Incerteza sobre a realidade de um fato ou verdade de uma asserção; hesitação, indecisão: 

Estava em dúvida, indeciso quanto ao que lhe haviam dito. 

2.Dificuldade em crer; descrença, cepticismo.

3.Desconfiança, suspeita: 

dúvida corroía-lhe a alma. 

4.Escrúpulo, receio: 

Tinha dúvida em aceitar a oferta;

era excessiva. 

5.Obstáculo, objeção: 

Gostava dela, sua dúvida era a família. 

6.Filos. Suspensão temporária do assentimento, seja por insuficiência de motivos, seja por equilíbrio entre motivos contrários, seja por atitude deliberada. [Cf. duvida, do v. duvidar.]

Sem dúvida. 1.Com certeza; indubitavelmente; por sem dúvida.

Dúvida hiperbólica. 1. Hist. Filos. Para Descartes (v. cartesianismo), a dúvida universal como ponto de partida para bem se conduzir a razão na investigação da verdade. 

Dúvida metódica. 1. Filos. Recusa deliberada e simulada do valor de um conhecimento para que, em seguida, sejam apresentadas de modo sistemático as razões que o legitimam. 

Por sem dúvida. 1.V. sem dúvida: “Por sem dúvida a execução artística está muito longe da perfeição.” (Bernardo Guimarães, O Seminarista, pp. 36-37.).”

Se a fonte da informação não é institucionalmente estruturada, desconfie e exerça o seu poder de duvidar.

Escolher com mais cuidado as suas fontes de informação, é essencial para saber o que está acontecendo realmente no mundo.

Isso será muito bom para o mundo!

Isso é bom para o Brasil!

É bom para você!

É por aí!…

Casciano Vidal

Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com