FALTA DINHEIRO PRA CAMPANHA 2018

OPINIÃO NO PROGRAMA PRIMEIRA PÁGINA, NA TV METROPOLITANO, EDIÇÃO DE 23-11-2017

OLHA, CÁ PRA NÓS, E O RESTO DO MUNDO, OS POLÍTICOS QUE ATUALMENTE ESTÃO COM UM MANDATO POPULAR, CONFERIDO PELO POVO NAS URNAS, E OS QUE DESEJAM CONQUISTAR A MESMA RESPONSABILIDADE PÚBLICA, QUE INFELIZMENTE ALGUNS PERCEBEM COMO PRIVILÉGIO, ESTÃO COMEÇANDO A BOTAR AS MÃOS NA CABEÇA, POR QUE NÃO ESTÃO CONSEGUINDO FINANCIADORES DE CAMPANHA. É EXATAMENTE ISSO QUE VOCÊ OUVIU: OS EMPRESÁRIOS QUE HISTORICAMENTE FINANCIAVAM CAMPANHAS POLÍTICAS, ESTÃO COM MEDO DE APOSTAR. ESTÃO COM TEMOR DE NÃO RECEBER O VALOR INVESTIDO NUM CANDIDATO, POR CONTA DAS INVESTIGACÕES DO MINISTÉRIO PÚBLICO. OU ESTÃO SEM CAPITAL, POR CONTA DA CRISE. FIQUE CLARO QUE NÃO ESTOU FALANDO DE POLÍTICOS DO RIO GRANDE DO NORTE, EMBORA TODO MUNDO COMENTE QUE HÁ ALGUNS QUE ESTÃO CHEIOS DE DINHEIRO, PREPARADOS PARA ENFRENTAR AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES NUMA SITUAÇÃO SUPERIOR. MAS, MESMO ESTES, TAMBÉM TEM MEDO DE GASTAR O QUE NÃO DEVERIAM E NÃO SABEM JUSTIFICAR. E NÃO ESTOU FALANDO DA ORIGEM DO DINHEIRO. MESMO SENDO DINHEIRO LEGAL. O PROBLEMA É JUSTIFICAR PARA O ELEITOR, COMO ESTÁ GASTANDO 20, 30 MILHÕES PARA SE ELEGER NUM MANDATO QUE VAI LHE DAR ALGO PRÓXIMO DE UM MILHÃO DE REAIS EM REMUNERAÇÃO. A CONTA NÃO FECHA. FICA UM BURACO. SE O ELEITOR ESTÁ DE OLHO E ACOMPANHANDO TUDO, OS ÓRGÃOS FISCALIZADORES AGORA ESTÃO MUITO MAIS. NÃO HAVERÁ GASTO SEM PRESTAÇÃO DE CONTAS. E NÃO HAVERÁ CONTA ESCONDIDA, EM CAIXA DOIS, POR EXEMPLO. O CERCO ESTÁ APERTANDO E QUEM SAI PERDENDO NISSO, SÃO OS DESONESTOS. OS HONESTOS, AINDA TERÃO FÔLEGO PARA RESISTIR E CONTINUAR UMA VIDA POLÍTICA E PÚBLICA. É ESSA A MINHA OPINIÃO! É POR AÍ!…

ASSISTA O PROGRAMA PRIMEIRA PÁGINA – TV METROPOLITANO, DE SEGUNDA À SEXTA, DAS 7H30 ÀS 8H30, NO CANAL DIGITAL 23.1, DE NATAL PARA A TODA REGIÃO METROPOLITANA E MUNICÍPIOS DAS REGIÕES AGRESTE, POTENGI E MATO GRANDE. NO CANAL 25, DE MOSSORÓ E DE PAU DOS FERROS PARA A REGIÃO OESTE.
NO FACEBOOK, A QUALQER MOMENTO, VOCÊ ASSISTE O PROGRAMA PRIMEIRA PÁGINA, NA LIVE PUBLICADA NAS PÁGINAS CASCIANO JOSÉ VIDAL E TV METROPOLITANO.

BOI MANSO NÃO FOGE – MICHEL TEMER PRECISA EXONERAR OSMAR SERRAGLIO

O ministro da Justiça flagrado defendendo o errado. * Foto – Internet – Carta Capital – Livre

O ministro da Justiça, Osmar Serraglio, do PMDB do Paraná, trabalhou na intenção de proteger Daniel Gonçalves Filho, preso pela Polícia Federal na Operação Carne Fraca.

Há gravações de conversas do ministro, antes de assumir o ministério, com um dos investigados, que reclamava da troca de um fiscal na fiscalização da sua empresa.

Depois há conversas de Osmar Serraglio, trabalhando, junto ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, para a volta do fiscal afastado.

Nada contra o deputado Osmar Serraglio e o que realiza na sua atividade parlamentar.

Tudo contra Osmar Serraglio usar o poder que o povo lhe conferiu, elegendo-o deputado federal, para defender o indefensável.

Este homem, não tem moral para continuar ministro.

Deve sair do governo brasileiro.

Osmar continuar ministro, é ruim para o Brasil!

Osmar ser exonerado, é bom para o Brasil!

O presidente Michel Temer não pode fugir.

Tem que exonerar Osmar Serraglio!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

REPERCUSSÃO DA ‘OPERAÇÃO CARNE FRACA’ – MUITO BARULHO POR QUASE NADA!

Delegados da Polícia Federal explicam detalhes. * Foto – Internet – Livre

A Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, investigou, até agora, 22 empresas. Entre elas, estão unidades de produção da JBS e da BRF, as duas maiores redes do Brasil, proprietárias das marcas Seara, Perdigão e Friboi.

Também há frigoríficos pequenos, como Master Carnes, Peccin e Souza Ramos. 3 frigoríficos foram fechados na operação.

A investigação flagrou 33 funcionários públicos, inclusive o ministro da Justiça, deputado Osmar Serraglio, em situações de burla, ou tentativa de burlar, a legislação brasileira.

Políticos do PMDB e do PP aparecem como beneficiados pelo esquema de propinas e corrupção.

37 pessoas estão presas e 2 estão foragidas. O dono do frigorífico Frigobeto, Nilson Alves Ribeiro e seu filho, Nilson Umberto Sacchelli Ribeiro, diretor da empresa, não foram localizados.

São 46 pessoas investigadas e a Justiça Federal mandou bloquear até 1 milhão de reais das contas bancárias dos investigados e o Banco Central já informou que bloqueou mais de 2 bilhões.

O esquema liberava estoques de carnes dos frigoríficos, sem a devida fiscalização, dos fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa.

Os números dessa operação, são ínfimos, se comparados com o universo do agronegócio brasileiro.

Não é a primeira vez, e nem será a última, que corruptores e corrompidos são flagradas em atos de corrupção.

O Brasil é muito maior do que isso.

Logo, logo, o assunto estará diluído, mas não esquecido.

E as punições precisam ser exemplares.

Tem que demitir funcionário público corrupto e tem que banir do negócio da carne, os criminosos, travestidos de empresários.

Essa Operação Carne Fraca, é sim, boa para o Brasil!

Não vai prejudicar o país.

Pelo contrário, demonstra seriedade no controle da produção de alimentos.

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

REPERCUSSÃO DA ‘OPERAÇÃO CARNE FRACA’ – MUITO BARULHO POR QUASE NADA!

Delegados da Polícia Federal explicam detalhes. * Foto – Internet – Livre

A Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, investigou, até agora, 22 empresas. Entre elas, estão unidades de produção da JBS e da BRF, as duas maiores redes do Brasil, proprietárias das marcas Seara, Perdigão e Friboi.

Também há frigoríficos pequenos, como Master Carnes, Peccin e Souza Ramos. 3 frigoríficos foram fechados na operação.

A investigação flagrou 33 funcionários públicos, inclusive o ministro da Justiça, deputado Osmar Serraglio, em situações de burla, ou tentativa de burlar, a legislação brasileira.

Políticos do PMDB e do PP aparecem como beneficiados pelo esquema de propinas e corrupção.

37 pessoas estão presas e 2 estão foragidas. O dono do frigorífico Frigobeto, Nilson Alves Ribeiro e seu filho, Nilson Umberto Sacchelli Ribeiro, diretor da empresa, não foram localizados.

São 46 pessoas investigadas e a Justiça Federal mandou bloquear até 1 milhão de reais das contas bancárias dos investigados e o Banco Central já informou que bloqueou mais de 2 bilhões.

O esquema liberava estoques de carnes dos frigoríficos, sem a devida fiscalização, dos fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa.

Os números dessa operação, são ínfimos, se comparados com o universo do agronegócio brasileiro.

Não é a primeira vez, e nem será a última, que corruptores e corrompidos são flagradas em atos de corrupção.

O Brasil é muito maior do que isso.

Logo, logo, o assunto estará diluído, mas não esquecido.

E as punições precisam ser exemplares.

Tem que demitir funcionário público corrupto e tem que banir do negócio da carne, os criminosos, travestidos de empresários.

Essa Operação Carne Fraca, é sim, boa para o Brasil!

Não vai prejudicar o país.

Pelo contrário, demonstra seriedade no controle da produção de alimentos.

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com