TODOS UNIDOS PELA SEGURANÇA

OPINIÃO NO PROGRAMA PRIMEIRA PÁGINA, NA TV METROPOLITANO, EDIÇÃO DE 20-10-2017

OLHA, CÁ PRA NÓS, QUE O PROBLEMA DA VIOLÊNCIA URBANA É SERÍSSIMO, ISSO TODO MUNDO JÁ SABE. QUE OS GOVERNOS, SOZINHOS, NÃO TEM COMO COMBATER E VENCER ESSE PROBLEMA, ISSO TAMBÉM TODO MUNDO JÁ SABE, À EXEMPLO DO QUE ACONTECE NO RIO DE JANEIRO, PRATICAMENTE UMA GUERRA CIVIL. POR ISSO ESTÁ CORRETÍSSIMA A BANCADA FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE, INCLUA AÍ OS 3 SENADORES – FÁTIMA BEZERRA (PT), GARIBALDI ALVES FILHO (PMDB) E JOSÉ AGRIPINO (DEMOCRATAS), E OS 8 DEPUTADOS FEDERAIS – ANTONIO JÁCOME (PODEMOS), BETO ROSADO (PP), FÁBIO FARIA (PSD), FELIPE MAIA (DEMOCRATAS), RAFAEL MOTTA PROS), ROGÉRIO MARINHO (PSDB), ZENAIDE MAIA (PR) E WALTER ALVES (PMDB), QUANDO APORTAM AO ORÇAMENTO DA UNIÃO DE 2018, RECURSOS PARA A SEGURANÇA PÚBLICA NO RIO GRANDE DO NORTE. TAMBÉM ESTÁ CERTO O GOVERNADOR ROBINSON FARIA, QUE CORREU ATRÁS DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA E CONSEGUIU APROVAÇÃO DE UM EMPRÉSTIMO DE QUASE 700 MILHÕES DE REAIS, QUE VÃO AJUDAR, SOBREMANEIRA A SEGURANÇA PÚBLICA. LOUVE-SE A ARTICULAÇÃO DO VICE GOVERNADOR FÁBIO DANTAS JUNTO AOS DEPUTADOS ESTADUAIS PARA CONSEGUIR ESSA APROVAÇÃO, COMO TAMBÉM O TRABALHO DA SECRETÁRIA SHEILA FREITAS, QUE TEM ATUADO MUITO BEM NA SEGURANÇA PÚBLICA, COM NÚMEROS MAISPOSITIVOS EM SUAS ESTATÍSTICAS MAIS RECENTES. AGORA A LUTA É COM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, QUE POSSUI ALGUNS ÓBICES NA SUA BUROCRACIA PARA A LIBERAÇÃO DESSE DINHEIRO. AÍ VALE LEMBRAR QUE A BANCADA FEDERAL PODE PRESSIONAR O PRESIDENTE TEMER, PARA GARANTIR MAIS ESSE BENEFÍCIO AQUI PARA O ESTADO. É A MINHA MODESTA OPINIÃO! É POR AÍ!…

ASSISTA O PROGRAMA PRIMEIRA PÁGINA – TV METROPOLITANO, DE SEGUNDA À SEXTA, DAS 7H30 ÀS 8H30, NO CANAL DIGITAL 23.1, DE NATAL PARA A TODA REGIÃO METROPOLITANA E MUNICÍPIOS DAS REGIÕES AGRESTE, POTENGI E MATO GRANDE. NO CANAL 25, DE MOSSORÓ E DE PAU DOS FERROS PARA A REGIÃO OESTE.
NO FACEBOOK, A QUALQER MOMENTO, VOCÊ ASSISTE O PROGRAMA PRIMEIRA PÁGINA, NA LIVE PUBLICADA NAS PÁGINAS CASCIANO JOSÉ VIDAL E TV METROPOLITANO.

LAVA JATO AJUDA A DESMONTAR MECANISMO DE EXPLORAÇÃO DA SOCIEDADE BRASILEIRA

José Padilha dirige filme sobre a Lava Jato. * Foto – Internet – Monica Imbuzeiro – Agência O Globo

Tese é defendida em texto que o jornalista e cineasta José Padilha, diretor de Tropa de Elite, publicou no Blog do Noblat / O Globo.

O texto de José Padilha foi compartilhado pelo procurador da República, Deltan Dallagnol, da Força Tarefa da Lava-Jato, em seu perfil do Facebook e ganhou vários compartilhamentos voluntários.

É uma análise sobre o “Mecanismo de Exploração da Sociedade Brasileira.”

“A importância da Lava-Jato Vinte e sete enunciados sobre a oportunidade de desmontar o mecanismo de exploração da sociedade brasileira.

1) Na base do sistema político brasileiro, opera um mecanismo de exploração da sociedade por quadrilhas formadas por fornecedores do Estado e grandes partidos políticos. (Em meu último artigo, intitulado Desobediência Civil, descrevi como este mecanismo exploratório opera. Adiante, me refiro a ele apenas como “o mecanismo”.)

2) O mecanismo opera em todas as esferas do setor público: no Legislativo, no Executivo, no governo federal, nos estados e nos municípios.

3) No Executivo, ele opera via superfaturamento de obras e de serviços prestados ao estado e às empresas estatais.

4) No Legislativo, ele opera via a formulação de legislações que dão vantagens indevidas a grupos empresariais dispostos a pagar por elas.

5) O mecanismo existe à revelia da ideologia.

6) O mecanismo viabilizou a eleição de todos os governos brasileiros desde a retomada das eleições diretas, sejam eles de esquerda ou de direita.

7) Foi o mecanismo quem elegeu o PMDB, o DEM, o PSDB e o PT. Foi o mecanismo quem elegeu José Sarney, Fernando Collor de Mello, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer.

8) No sistema político brasileiro, a ideologia está limitada pelo mecanismo: ela pode balizar políticas públicas, mas somente quando estas políticas não interferem com o funcionamento do mecanismo.

9) O mecanismo opera uma seleção: políticos que não aderem a ele têm poucos recursos para fazer campanhas eleitorais e raramente são eleitos.

10) A seleção operada pelo mecanismo é ética e moral: políticos que têm valores incompatíveis com a corrupção tendem a ser eliminados do sistema político brasileiro pelo mecanismo.

11) O mecanismo impõe uma barreira para a entrada de pessoas inteligentes e honestas na política nacional, posto que as pessoas inteligentes entendem como ele funciona e as pessoas honestas não o aceitam.

12) A maioria dos políticos brasileiros tem baixos padrões morais e éticos. (Não se sabe se isto decorre do mecanismo, ou se o mecanismo decorre disto. Sabe-se, todavia, que na vigência do mecanismo este sempre será o caso.)

13) A administração pública brasileira se constitui a partir de acordos relativos a repartição dos recursos desviados pelo mecanismo.

14) Um político que chega ao poder pode fazer mudanças administrativas no país, mas somente quando estas mudanças não colocam em xeque o funcionamento do mecanismo.

15) Um político honesto que porventura chegue ao poder e tente fazer mudanças administrativas e legais que vão contra o mecanismo terá contra ele a maioria dos membros da sua classe.

16) A eficiência e a transparência estão em contradição com o mecanismo.

17) Resulta daí que na vigência do mecanismo o Estado brasileiro jamais poderá ser eficiente no controle dos gastos públicos.

18) As políticas econômicas e as práticas administrativas que levam ao crescimento econômico sustentável são, portanto, incompatíveis com o mecanismo, que tende a gerar um estado cronicamente deficitário.

19) Embora o mecanismo não possa conviver com um Estado eficiente, ele também não pode deixar o Estado falir. Se o Estado falir o mecanismo morre.

20) A combinação destes dois fatores faz com que a economia brasileira tenha períodos de crescimento baixos, seguidos de crise fiscal, seguidos de ajustes que visam conter os gastos públicos, seguidos de novos períodos de crescimento baixo, seguidos de nova crise fiscal…

21) Como as leis são feitas por congressistas corruptos, e os magistrados das cortes superiores são indicados por políticos eleitos pelo mecanismo, é natural que tanto a lei quanto os magistrados das instâncias superiores tendam a ser lenientes com a corrupção. (Pense no foro privilegiado. Pense no fato de que apesar de mais de 500 parlamentares terem sido investigados pelo STF desde 1998, a primeira condenação só tenha ocorrido em 2010.)

22) A operação Lava-Jato só foi possível por causa de uma conjunção improvável de fatores: um governo extremamente incompetente e fragilizado diante da derrocada econômica que causou, uma bobeada do parlamento que não percebeu que a legislação que operacionalizou a delação premiada era incompatível com o mecanismo, e o fato de que uma investigação potencialmente explosiva caiu nas mãos de uma equipe de investigadores, procuradores e de juízes, rígida, competente e com bastante sorte.

23) Não é certo que a Lava-Jato vai promover o desmonte do mecanismo. As forças politicas e jurídicas contrárias são significativas.

24) O Brasil atual está sendo administrado por um grupo de políticos especializados em operar o mecanismo, e que quer mantê-lo funcionando.

25) O desmonte definitivo do mecanismo é mais importante para o Brasil do que a estabilidade econômica de curto prazo.

26) Sem forte mobilização popular, é improvável que a Lava-Jato promova o desmonte do mecanismo.

27) Se o desmonte do mecanismo não decorrer da Lava-Jato, os políticos vão alterar a lei, e o Brasil terá que conviver com o mecanismo por um longo tempo.”

Ótimas as percepções de José Padilha sobre a realidade brasileira!

Isso é bom para o Brasil!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

LAVA JATO AJUDA A DESMONTAR MECANISMO DE EXPLORAÇÃO DA SOCIEDADE BRASILEIRA

José Padilha dirige filme sobre a Lava Jato. * Foto – Internet – Monica Imbuzeiro – Agência O Globo

Tese é defendida em texto que o jornalista e cineasta José Padilha, diretor de Tropa de Elite, publicou no Blog do Noblat / O Globo.

O texto de José Padilha foi compartilhado pelo procurador da República, Deltan Dallagnol, da Força Tarefa da Lava-Jato, em seu perfil do Facebook e ganhou vários compartilhamentos voluntários.

É uma análise sobre o “Mecanismo de Exploração da Sociedade Brasileira.”

“A importância da Lava-Jato Vinte e sete enunciados sobre a oportunidade de desmontar o mecanismo de exploração da sociedade brasileira.

1) Na base do sistema político brasileiro, opera um mecanismo de exploração da sociedade por quadrilhas formadas por fornecedores do Estado e grandes partidos políticos. (Em meu último artigo, intitulado Desobediência Civil, descrevi como este mecanismo exploratório opera. Adiante, me refiro a ele apenas como “o mecanismo”.)

2) O mecanismo opera em todas as esferas do setor público: no Legislativo, no Executivo, no governo federal, nos estados e nos municípios.

3) No Executivo, ele opera via superfaturamento de obras e de serviços prestados ao estado e às empresas estatais.

4) No Legislativo, ele opera via a formulação de legislações que dão vantagens indevidas a grupos empresariais dispostos a pagar por elas.

5) O mecanismo existe à revelia da ideologia.

6) O mecanismo viabilizou a eleição de todos os governos brasileiros desde a retomada das eleições diretas, sejam eles de esquerda ou de direita.

7) Foi o mecanismo quem elegeu o PMDB, o DEM, o PSDB e o PT. Foi o mecanismo quem elegeu José Sarney, Fernando Collor de Mello, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer.

8) No sistema político brasileiro, a ideologia está limitada pelo mecanismo: ela pode balizar políticas públicas, mas somente quando estas políticas não interferem com o funcionamento do mecanismo.

9) O mecanismo opera uma seleção: políticos que não aderem a ele têm poucos recursos para fazer campanhas eleitorais e raramente são eleitos.

10) A seleção operada pelo mecanismo é ética e moral: políticos que têm valores incompatíveis com a corrupção tendem a ser eliminados do sistema político brasileiro pelo mecanismo.

11) O mecanismo impõe uma barreira para a entrada de pessoas inteligentes e honestas na política nacional, posto que as pessoas inteligentes entendem como ele funciona e as pessoas honestas não o aceitam.

12) A maioria dos políticos brasileiros tem baixos padrões morais e éticos. (Não se sabe se isto decorre do mecanismo, ou se o mecanismo decorre disto. Sabe-se, todavia, que na vigência do mecanismo este sempre será o caso.)

13) A administração pública brasileira se constitui a partir de acordos relativos a repartição dos recursos desviados pelo mecanismo.

14) Um político que chega ao poder pode fazer mudanças administrativas no país, mas somente quando estas mudanças não colocam em xeque o funcionamento do mecanismo.

15) Um político honesto que porventura chegue ao poder e tente fazer mudanças administrativas e legais que vão contra o mecanismo terá contra ele a maioria dos membros da sua classe.

16) A eficiência e a transparência estão em contradição com o mecanismo.

17) Resulta daí que na vigência do mecanismo o Estado brasileiro jamais poderá ser eficiente no controle dos gastos públicos.

18) As políticas econômicas e as práticas administrativas que levam ao crescimento econômico sustentável são, portanto, incompatíveis com o mecanismo, que tende a gerar um estado cronicamente deficitário.

19) Embora o mecanismo não possa conviver com um Estado eficiente, ele também não pode deixar o Estado falir. Se o Estado falir o mecanismo morre.

20) A combinação destes dois fatores faz com que a economia brasileira tenha períodos de crescimento baixos, seguidos de crise fiscal, seguidos de ajustes que visam conter os gastos públicos, seguidos de novos períodos de crescimento baixo, seguidos de nova crise fiscal…

21) Como as leis são feitas por congressistas corruptos, e os magistrados das cortes superiores são indicados por políticos eleitos pelo mecanismo, é natural que tanto a lei quanto os magistrados das instâncias superiores tendam a ser lenientes com a corrupção. (Pense no foro privilegiado. Pense no fato de que apesar de mais de 500 parlamentares terem sido investigados pelo STF desde 1998, a primeira condenação só tenha ocorrido em 2010.)

22) A operação Lava-Jato só foi possível por causa de uma conjunção improvável de fatores: um governo extremamente incompetente e fragilizado diante da derrocada econômica que causou, uma bobeada do parlamento que não percebeu que a legislação que operacionalizou a delação premiada era incompatível com o mecanismo, e o fato de que uma investigação potencialmente explosiva caiu nas mãos de uma equipe de investigadores, procuradores e de juízes, rígida, competente e com bastante sorte.

23) Não é certo que a Lava-Jato vai promover o desmonte do mecanismo. As forças politicas e jurídicas contrárias são significativas.

24) O Brasil atual está sendo administrado por um grupo de políticos especializados em operar o mecanismo, e que quer mantê-lo funcionando.

25) O desmonte definitivo do mecanismo é mais importante para o Brasil do que a estabilidade econômica de curto prazo.

26) Sem forte mobilização popular, é improvável que a Lava-Jato promova o desmonte do mecanismo.

27) Se o desmonte do mecanismo não decorrer da Lava-Jato, os políticos vão alterar a lei, e o Brasil terá que conviver com o mecanismo por um longo tempo.”

Ótimas as percepções de José Padilha sobre a realidade brasileira!

Isso é bom para o Brasil!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

3 DECISÕES FAZEM A SEMANA FICAR MAIS QUENTE EM BRASÍLIA

Supremo Tribunal Federal. * Foto – Internet – Livre

A definição, por sorteio, do sucessor do ministro Teori Zavascki, nesta quarta-feira, em Brasília; a eleição do presidente do Senado da República, também nesta quarta-feira, e a eleição do presidente da Câmara dos Deputados, amanhã, quinta-feira, são 3 decisões muito importantes para o futuro do Brasil.

No Supremo Tribunal Federal – STF, a maioria dos ministros acredita que o melhor nome, entre eles, é o do ministro Luiz Edson Facchin, por isso ele já está substituindo Teori, na segunda turma. Com Facchin assumindo a relatoria da Operação Lava Jato, não haveria problemas de continuidade nas apurações do maior roubo de dinheiro público do planeta.

Congresso Nacional. * Foto – Internet – livrespensadores.net

No Congresso Nacional, há expectativas com a eleição do presidente do Senado, onde o principal concorrente é o senador Eunício de Oliveira, do PMDB do Ceará, embora exista também a candidatura do senador José Medeiros, do PSD de Mato Grosso.

Na Câmara dos Deputados, o principal concorrente é o deputado Rodrigo Maia, do DEM do Rio de Janeiro, atual presidente, que depende ainda, de um julgamento do STF sobre a validade jurídica da sua candidatura. Os outros concorrentes são os deputados Jovair Arantes, do PTB de Goiás, e Rogértio Rosso, do PSD do Distrito Federal.

E fica um registro: os nomes de Eunício Oliveira e Rodrigo Maia estão com imagem extremamente negativa na opinião pública nacional, entre outras coisas porque são investigados na Operação Lava Jato.

E seria péssimo para as casas legislativas, manterem na presidência parlamentares investigados em casos de corrupção.

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

SENADOR ÁLVARO DIAS QUER JOSÉ MARANHÃO NA PRESIDÊNCIA DO SENADO

 

ze-maranhao-foto-ailton-freitas-agencia-o-globo

* Foto – Internet: Ailton Freitas – Agência O Globo.

José Maranhão, senador paraibano, do PMDB, tem uma chance rara de ser o próximo presidente do Senado da República. Se depender da vontade do senador paranaense Álvaro Dias e de muitos outros senadores que não aceitam o nome do senador Eunício Oliveira, do PMDB cearense, escolhido por Renan Calheiros, atual presidente, do PMDB de Alagoas, como candidato à sua sucessão.

Álvaro Dias manifestou seu apoio ao senador José Maranhão, em discurso, onde agradeceu o tratamento que recebeu de Maranhão, na Comissão de Constituição e Justiça.

“Agradeço a forma como fui tratado nesta Comissão e a primazia que tive de relatar matérias importantes”, destacou.

Ele também ressaltou que José Maranhão sempre procurou administrar a CCJ com isenção, afirmando que ele agiu com parcimônia, imparcialidade, inteligência e muita elegância.

Álvaro Dias finalizou, dizendo que não tem nenhuma dúvida em afirmar, que José Maranhão: “ficaria muito bem na cadeira de Presidente do Senado Federal, a partir de fevereiro do próximo ano. Teria o nosso voto e o nosso apoio”, declarou.

Vários senadores saudaram Maranhão e alguns chegaram a lamentar que o regimento da Casa não permita a recondução do presidente da CCJ.

O paraibano foi saudado e teve seu trabalho elogiado pelos senadores Simone Tebet (PMDB/MS), Valdir Raupp (PMDB/RO), Alvaro Dias (PV/PR), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB/SP), José Agripino (DEM/RN), Antônio Anastasia (PSDB/MG), José Pimentel (PT/CE), Magno Malta (PR/ES), Randolfe Rodrigues (REDE/AP) e Gleisi Hoffmann (PT/PR).

Agradecendo, Maranhão informou que “A CCJ apreciou diversas matérias de relevante interesse nacional, mantendo elevada – mesmo em ano eleitoral – sua produtividade e contribuindo sobremaneira para a considerável produção do Senado. Com isso, a CCJ soube, mais uma vez, responder às demandas da sociedade”, disse.

Com José Maranhão na presidência, ao longo de 2016, a CCJ realizou 43 reuniões, apreciou 330 matérias relevantes e ainda realizou seis audiências públicas, mesmo no período mais turbulento do impeachment da ex-presidente Dilma: “Aqui nós temos os maiores cérebros do Senado da República, mas também temos homens e mulheres de bem, que souberam dar a sua contribuição para que a nossa legislação.”

São três, os motivos que colocam José Maranhão em condições de exercer a presidência do Senado, neste momento de crise: a experiência política, o respeito dos outros senadores e o respeito das autoridades do Poder Executivo e do Poder Judiciário.

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

COLUNA É POR AÍ!… OUT 2014 – REVISTA FOCO

A VITÓRIA DE FÁTIMA BEZERRA

O resultado do primeiro turno da eleição no Rio Grande do Norte, para a disputa de governador, e a eleição de Fátima Bezerra para o Senado, além da eleição dos deputados federais e dos deputados estaduais, não trouxe nenhuma surpresa para o eleitor antenado, à exceção dos votos conquistados pelo professor Robério.

Analisando-se as estratégias de marketing e a propagando eleitoral dos candidatos, no primeiro turno, era possível perceber que, embora bem elaborada, a propaganda do candidato Henrique Eduardo manteve-se, em termos de eficiência, semelhante a propaganda do candidato Robinson Faria, com propaganda também, bem elaborada e ousadia na criação de movimentos como as Caravanas, que levavam carreatas de um município para outro.

A diferença entre ambos, ficou por conta da candidata ao Senado que cada um dos dois tinha como aliada. Henrique tinha Wilma de Faria. Robinson tinha Fátima Bezerra. Tanto nas estratégias de campanha, como na propaganda eleitoral, a equipe de Wilma de Faria não conseguiu a mesma eficiência da de Fátima Bezerra.

Essa diferença influenciou positivamente a campanha de Robinson e, ao contrário, negativamente a campanha de Henrique Eduardo. Seria precipitado dizer que Henrique não levou esta eleição no primeiro turno, porque escolheu mal a sua candidata ao Senado, mas, ilações permitem embasar este raciocínio.

Agora a situação é diferente. Agora é Henrique contra Robinson e Robinson contra Henrique. Não há mais a luta dos candidatos ao Senado, nem dos candidatos a deputados federal e estadual.

Sem contar que a maioria dos apoios conversados e negociados no primeiro turno, exige novas conversas e novas negociação neste segundo turno, o que provoca um imenso desgaste emocional e financeiro para os dois candidatos. E o mais forte ganhará.

É bom lembrar que, como ninguém esperava o segundo turno, em função da liderança de Henrique nas pesquisas, é Robinson quem reinicia a luta com vantagem.

É por aí!…

GARIBALDI E JOÃO MAIA NO COMANDO GERAL

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, do PMDB, e o deputado federal João, do PR, são os novos coordenadores da campanha do deputado Henrique Alves (PMDB) ao governo do Rio Grande do Norte.

JOSÉ FERNANES, BAIANO, NO COMANDO DO MARKETING

Henrique Eduardo foi buscar na Bahia, o novo coordenador de marketing da sua campanha. Substitui o publicitário Arturo Arruda e o jornalista Adriano de Souza.

ROBINSON FARIA E FÁTIMA BEZERRA CONTINUAM

A campanha de Robinson Faria continuará com a coordenação do próprio Robinson e da senadora-eleita Fátima Bezerra. João Maria Medeiros continua coordenando o marketing.

ROBÉRIO ESTAVA CERTO

O professor Robério Paulino, do PSOL, tinha total razão quando afirmava que teria próximo de 8% dos votos, diferentemente do que revelavam as pesquisas eleitorais divulgadas.

CAMPANHA ATRIBUI SEGUNDO TURNO A ROBÉRIO

A coordenação da campanha do candidato Henrique Eduardo, atribui a votação conquistada pelo professor Robério Paulino, a não conquista da vitória no primeiro turno da eleição.

ROGÉRIO MARINHO E CARLOS EDUARDO COMANDAM CAPITAL

O prefeito Carlos Eduardo assume, juntamente com o deputado federal eleito Rogério Marinho, a coordenação da campanha de Henrique em Natal.

GUERREIRA EM CHOQUE

Wilma de Faria, do PSB, continua abatida com o resultado da eleição para o Senado, quando a deputada Fátima Bezerra sagrou-se vitoriosa com uma diferença de mais de 170 mil votos.

DEPUTADOS FEDERAIS ELEITOS

Walter Alves (PMDB) – 191.064 votos / Rafael Motta (PROS) – 176.239 votos / Fábio Faria (PSD) – 166.427 votos / Zenaide Maia (PR) – 134.588 votos / Felipe Maia (DEM) – 113.722 votos / Rogério Marinho (PSDB) – 81.534 votos / Antônio Jácome (PMN) – 71.555 votos / Betinho Segundo (PP) – 64.445 votos.

DEPUTADOS ESTADUAIS ELEITOS

Ricardo Motta (PROS) – 80.249 votos / Galeno Torquato (PSD) – 63.286 / Hermano Morais (PMDB) – 60.813 / Kelps Lima (SD) – 59.619 / Gustavo Carvalho (PSB) – 57.757 / Ezequiel Ferreira (PMDB) – 54.438 / Getúlio Rêgo (DEM) – 52.118 / Nelter Queiroz (PMDB) – 51.773 / Tomba Farias (PSB) – 48.980 / Gustavo Fernandes (PMDB) – 42.975 / Fernando Mineiro (PT) – 42.088 / Cristiane Dantas (PCdoB) – 38.955 / George Soares (PR) – 38.637 / José Dias (PSD) – 37.844 / Agnelo Alves (PDT) – 37.768 / Albert Dickson (PROS) – 37.461 / Márcia Maia (PSB) – 36.997 / Raimundo Fernandes (PROS) – 35.333 / José Adécio (DEM) – 34.879 / Álvaro Dias (PMDB) – 34.638 / Jacó Jácome (PMN) – 28.62 / Dison Lisboa (PSD) – 26.618 / Souza (PHS) – 20.440 / Carlos Augusto Maia (PTdoB).

FRASES

Quero agradecer a militância e ao povo do RN que foram protagonista em eleger a 1a senadora de origem popular.” Da senadora eleita Fátima Bezerra, no seu Twitter.

“Vencemos em 109 dos 167 municípios do Rio Grande do Norte. Vamos animados para o segundo turno e com força para mudar o Estado.” Do candidato Henrique Alves, no Twitter.

Conto com o apoio, com a alegria e com o entusiasmo dos eleitores que junto conosco já fizeram história no 1º turno! Vamos a vitória no 2º.” Do candidato Robinson Faria, no seu Twitter.

“Quero agradecer com muita humildade aos 636.896 eleitores que, generosamente, votaram em meu nome para o Senado Federal, sobretudo, o grande carinho e apoio que recebi em todas as partes dos 167 municípios do Rio Grande do Norte.” Da vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, em Nota.

ME DISSERAM!…

… Que Rosalba Ciarlini está satisfeita com o resultado da eleição, até agora. Será?…

… Que a união Alves-Maia não domina mais o cenário eleitoral do Rio Grande do Norte. Será?…

… Que José Agripino poderá ser ministro da Casa Civil, numa perspectiva de vitória do senador Aécio. Será?…

… Que Fátima Bezerra poderá ser ministra da Educação, numa perspectiva de reeleição da presidente Dilma. Será?…

 

COLUNA É POR AÍ!… JUL 2014 – REVISTA FOCO

COMEÇA A CORRIDA ELEITORAL

Araken Farias (PSL), Henrique Eduardo Alves (PMDB), Robério Paulino (PSOL), Robinson Faria (PSD) e Simone Dutra (PSTU), são os candidatos que solicitaram o registro oficial de suas candidaturas ao cargo de governador do Rio Grande do Norte nas eleições deste ano.

A partir do começo deste mês de julho, são os candidatos oficiais no pleito de 5 outubro, para a sucessão da governadora Rosalba Ciarlini, que não disputará à reeleição, preterida que foi pelo seu partido, o Democratas.

Torna-se evidente, analisando-se as estruturas partidárias e o arco de alianças de cada candidatura, que a disputa maior será entre os candidatos Henrique Alves e Robinson Faria.

Na disputa pela cadeira do Senado, que este ano renova um terço dos seus ocupantes, os nomes registrados para a disputa são os de Ana Célia (PSTU), Fátima Bezerra (PT), Lailson Almeida (PSOL), Roberto Ronconi (PSL) e Wilma de Faria (PSB).

As duplas Henrique/Wilma e Robinson/Fátima, devem polarizar as atenções da campanha, muito embora o trabalho político dos candidatos dos partidos menores não deva ser substimado.

Afinal de contas, os menores partidos são também os mais incomodados com a situação atual do país, por isso, é sempre bom ter uma atenção especial para o discurso deles, não somente o que chega através de Araken Farias, Robério Paulino e Simone Dutra, mas também pelas mensagens de Ana Célia, Lailson Almeida e Roberto Ronconi.

No primeiro momento da campanha, a percepção da população para o que está acontecendo é mínima, o que se corrige no processo, quando começa a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.

É aí que a coisa pega. E o discurso dos ‘pequenos’, chegará para o mesmo número de eleitores que é alcançado pelo discurso dos ‘grandes’.

É por aí!…

PERFIL PARA HENRIQUE/WILMA

Até o momento, o trabalho que mais apareceu como resultado da ação da chapa formada pela coligação que junta Henrique Alves e Wilma de Faria, resulta na composição de um grande arco de alianças envolvendo os principais líderes de partidos e correntes políticas, já popularizado como ‘acordão’.

PERFIL PARA ROBINSON/FÁTIMA

Já o trabalho de Robinson e Fátima, deixou de lado os grandes líderes e focou nos prefeitos, ex-prefeitos, vice-prefeitos, ex-vice-prefeitos, vereadores e ex-vereadores de municípios de todas as regiões do Estado. Faz, a dupla de candidatos, uma verdadeiro ‘trabalho de formiguinha’, o que, em princípio estaria garantindo um perfil mais popular, mais próximo da realidade do povão e portanto com mais chances de aceitação pelo eleitor mais simples.

DECEPÇÃO DE ROSALBA BENEFICIA FÁTIMA

A decepção da governadora Rosalba Ciarlini com a aliança do Democratas com o PMDB e o PSB poderá beneficiar a candidatura de Fátima Bezerra ao Senado e até mesmo o seu vice-governador, Robinson Faria, candidato à governador. Militantes rosalbistas já manifestam publicamente o desejo de votar em ambos. O sentimento é o de combater a injustiça praticada contra a governadora.

13O PARCELADO EM 3X

Decepção dos funcionários públicos com a decisão do Governo do RN de fracionar o adiantamento de 40% do pagamento do 13º salário dos servidores públicos.  Agora serão duas parcelas iguais de R$ 55 milhões cada uma, nos dias 16 de julho e 18 de agosto.

OBRAS ATRASADAS

Governo do Estado e Prefeitura de Natal contam com o dia 30 de julho para a entrega final das obras de mobilidade urbana no entorno da Arena das Dunas, que não ficaram prontas para os jogos da Copa do Mundo, realizados em Natal no mês passado. O atraso maior é nas galerias de drenagem que estão em obras na Zona Oeste, entre os bairros Lagoa Nova, Dix-sept Rosado, Nazaré, Cidade da Esperança e Bom Pastor.

FRASES

Eu prefiro acórdão do que desacordão. Prefiro unir do que desunir. Prefiro agregar do que desagregar.” De Henrique Alves, no seu Twitter.

#AgoraÉpraValer! Vamos em frente, RN! O grito da mudança foi dado! Com fatimabezerra13 e fabiobvdantas!.” De Robinson Faria, no seu Twitter.

“Eu não sabia o quanto ‪@Fatima_Bezerra era querida. Uma mulher do povo, educadora. Uma alegria ter Fátima conosco.”De Robinson Faria, no Twitter.

O nosso palanque é 100% compromisso com o projeto nacional e com o desenvolvimento do RN. Aqui é trabalho, trabalho e trabalho.” De Fátima Bezerra, no Twitter.

“Convenção do DEM-RN decidiu que o partido não vai lançar candidatura própria ao governo do Estado.”Do senador José Agripino, no Twitter.

Sou vítima de uma cassação branca do meu partido. Usaram de todas as artimanhas para me impedir de disputar a reeleição.” De Rosalba Ciarlini, no Twitter.

Se uma palavra pudesse dirigir aos que foram vencidos na recente Convenção do DEM, repetiria o poeta Jorge Luis Borges: ‘Há derrotas que têm mais dignidade do que a vitória’.” Do vice-governador Robinson Faria, no Facebook.

“É tão falso como uma nota de R$ 3!.”De José Agripino, sobre as palavras de Robinson Faria para Rosalba Ciarlini, na Folha de São Paulo.

Me alegra ver o potiguar, o brasileiro, e turistas do mundo inteiro encantados com a Arena das Dunas e a receptividade da nossa gente.” De Rosalba Ciarlini, no Twitter.

Nossa Arena das Dunas foi elogiada por craques do futebol e pelos chefes das nações que por aqui passaram.” De Rosalba Ciarlini, no Twitter.

A arena da minha terra é a mais bonita, a mais barata e o menor estouro do orçamento. ‪#orgulho ‪#natal. De Flávio Rocha, no Twitter.

“Fora do xadrez, Dirceu encena um novo Dirceu.”Do perfil Uol Notícias, no Twitter.

ME DISSERAM!…

… Que poderá se estabelecer a campanha do ‘tostão contra o milhão’ nas eleições deste ano no Rio Grande do Norte. Será?…

… Que a presidente Dilma não declara, mas estaria desejando a vitória de Fátima Bezerra e Robinson Faria. Será?…

… Que a governadora Rosalba Ciarlini deve evitar participar de reuniões com os servidores do Estado. Será?…

… Que Betinho Rosado teria melhorado muito as suas perspectivas de reeleição, unindo o PP à coligação liderada por PSD e PT. Será?…

 

COLUNA É POR AÍ!… JUL 2014 – REVISTA FOCO

COMEÇA A CORRIDA ELEITORAL

Araken Farias (PSL), Henrique Eduardo Alves (PMDB), Robério Paulino (PSOL), Robinson Faria (PSD) e Simone Dutra (PSTU), são os candidatos que solicitaram o registro oficial de suas candidaturas ao cargo de governador do Rio Grande do Norte nas eleições deste ano.

A partir do começo deste mês de julho, são os candidatos oficiais no pleito de 5 outubro, para a sucessão da governadora Rosalba Ciarlini, que não disputará à reeleição, preterida que foi pelo seu partido, o Democratas.

Torna-se evidente, analisando-se as estruturas partidárias e o arco de alianças de cada candidatura, que a disputa maior será entre os candidatos Henrique Alves e Robinson Faria.

Na disputa pela cadeira do Senado, que este ano renova um terço dos seus ocupantes, os nomes registrados para a disputa são os de Ana Célia (PSTU), Fátima Bezerra (PT), Lailson Almeida (PSOL), Roberto Ronconi (PSL) e Wilma de Faria (PSB).

As duplas Henrique/Wilma e Robinson/Fátima, devem polarizar as atenções da campanha, muito embora o trabalho político dos candidatos dos partidos menores não deva ser substimado.

Afinal de contas, os menores partidos são também os mais incomodados com a situação atual do país, por isso, é sempre bom ter uma atenção especial para o discurso deles, não somente o que chega através de Araken Farias, Robério Paulino e Simone Dutra, mas também pelas mensagens de Ana Célia, Lailson Almeida e Roberto Ronconi.

No primeiro momento da campanha, a percepção da população para o que está acontecendo é mínima, o que se corrige no processo, quando começa a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.

É aí que a coisa pega. E o discurso dos ‘pequenos’, chegará para o mesmo número de eleitores que é alcançado pelo discurso dos ‘grandes’.

É por aí!…

PERFIL PARA HENRIQUE/WILMA

Até o momento, o trabalho que mais apareceu como resultado da ação da chapa formada pela coligação que junta Henrique Alves e Wilma de Faria, resulta na composição de um grande arco de alianças envolvendo os principais líderes de partidos e correntes políticas, já popularizado como ‘acordão’.

PERFIL PARA ROBINSON/FÁTIMA

Já o trabalho de Robinson e Fátima, deixou de lado os grandes líderes e focou nos prefeitos, ex-prefeitos, vice-prefeitos, ex-vice-prefeitos, vereadores e ex-vereadores de municípios de todas as regiões do Estado. Faz, a dupla de candidatos, uma verdadeiro ‘trabalho de formiguinha’, o que, em princípio estaria garantindo um perfil mais popular, mais próximo da realidade do povão e portanto com mais chances de aceitação pelo eleitor mais simples.

DECEPÇÃO DE ROSALBA BENEFICIA FÁTIMA

A decepção da governadora Rosalba Ciarlini com a aliança do Democratas com o PMDB e o PSB poderá beneficiar a candidatura de Fátima Bezerra ao Senado e até mesmo o seu vice-governador, Robinson Faria, candidato à governador. Militantes rosalbistas já manifestam publicamente o desejo de votar em ambos. O sentimento é o de combater a injustiça praticada contra a governadora.

13O PARCELADO EM 3X

Decepção dos funcionários públicos com a decisão do Governo do RN de fracionar o adiantamento de 40% do pagamento do 13º salário dos servidores públicos.  Agora serão duas parcelas iguais de R$ 55 milhões cada uma, nos dias 16 de julho e 18 de agosto.

OBRAS ATRASADAS

Governo do Estado e Prefeitura de Natal contam com o dia 30 de julho para a entrega final das obras de mobilidade urbana no entorno da Arena das Dunas, que não ficaram prontas para os jogos da Copa do Mundo, realizados em Natal no mês passado. O atraso maior é nas galerias de drenagem que estão em obras na Zona Oeste, entre os bairros Lagoa Nova, Dix-sept Rosado, Nazaré, Cidade da Esperança e Bom Pastor.

FRASES

Eu prefiro acórdão do que desacordão. Prefiro unir do que desunir. Prefiro agregar do que desagregar.” De Henrique Alves, no seu Twitter.

#AgoraÉpraValer! Vamos em frente, RN! O grito da mudança foi dado! Com fatimabezerra13 e fabiobvdantas!.” De Robinson Faria, no seu Twitter.

“Eu não sabia o quanto ‪@Fatima_Bezerra era querida. Uma mulher do povo, educadora. Uma alegria ter Fátima conosco.”De Robinson Faria, no Twitter.

O nosso palanque é 100% compromisso com o projeto nacional e com o desenvolvimento do RN. Aqui é trabalho, trabalho e trabalho.” De Fátima Bezerra, no Twitter.

“Convenção do DEM-RN decidiu que o partido não vai lançar candidatura própria ao governo do Estado.”Do senador José Agripino, no Twitter.

Sou vítima de uma cassação branca do meu partido. Usaram de todas as artimanhas para me impedir de disputar a reeleição.” De Rosalba Ciarlini, no Twitter.

Se uma palavra pudesse dirigir aos que foram vencidos na recente Convenção do DEM, repetiria o poeta Jorge Luis Borges: ‘Há derrotas que têm mais dignidade do que a vitória’.” Do vice-governador Robinson Faria, no Facebook.

“É tão falso como uma nota de R$ 3!.”De José Agripino, sobre as palavras de Robinson Faria para Rosalba Ciarlini, na Folha de São Paulo.

Me alegra ver o potiguar, o brasileiro, e turistas do mundo inteiro encantados com a Arena das Dunas e a receptividade da nossa gente.” De Rosalba Ciarlini, no Twitter.

Nossa Arena das Dunas foi elogiada por craques do futebol e pelos chefes das nações que por aqui passaram.” De Rosalba Ciarlini, no Twitter.

A arena da minha terra é a mais bonita, a mais barata e o menor estouro do orçamento. ‪#orgulho ‪#natal. De Flávio Rocha, no Twitter.

“Fora do xadrez, Dirceu encena um novo Dirceu.”Do perfil Uol Notícias, no Twitter.

ME DISSERAM!…

… Que poderá se estabelecer a campanha do ‘tostão contra o milhão’ nas eleições deste ano no Rio Grande do Norte. Será?…

… Que a presidente Dilma não declara, mas estaria desejando a vitória de Fátima Bezerra e Robinson Faria. Será?…

… Que a governadora Rosalba Ciarlini deve evitar participar de reuniões com os servidores do Estado. Será?…

… Que Betinho Rosado teria melhorado muito as suas perspectivas de reeleição, unindo o PP à coligação liderada por PSD e PT. Será?…

 

COLUNA É POR AÍ!… JUN 2014 – REVISTA FOCO

ROSALBA ESPERNEIA

Alegando que o objetivo do Partido Democratas nas eleições deste ano será fortalecer e conquistar novas cadeiras nos parlamentos estaduais e federais, o senador José Agripino, presidente nacional do DEM, comandou a reunião da Executiva Estadual do partido no Rio Grande do Norte que decidiu negar apoio e legenda para a intencionada candidatura à reeleição da governadora Rosalba Ciarlini.

Esperneando, Rosalba afirma que o assunto só estará concluído na convenção do partido, que até o dia 30 deste mês vai aprovar os nomes dos candidatos que irão concorrer as eleições de outubro. E trabalha para garantir o seu direito de candidatar-se à reeleição.

Dona de um dos maiores índices de rejeição já experimentados por um governante no Rio Grande do Norte, Rosalba é comparada pelos seus adversários políticos, com a ex-prefeita de Natal, Micarla de Sousa, que viu sua popularidade minguar até ser apeada do cargo de Prefeito de Natal por decisão judicial.

Para o mandato de Rosalba já está em tramitação na Assembleia Legislativa, inclusive com aprovação na Comissão de Constituição e Justiça, de um pedido de impeachment.

Juntando as peças, percebe-se que Rosalba precisa de um trabalho hercúleo para vencer a convenção partidária e conquistar o reconhecimento do seu direito de candidatar-se à reeleição, ao mesmo tempo em que precisará se desdobrar em agrados aos deputados estaduais para barrar o processo do seu impedimento para governar.

Enquanto isso, o deputado Henrique Eduardo Alves e o vice-governador Robinson Faria, pré candidatos ao cargo de governador pelos seus respectivos partidos, PMDB e PSD, seguem lépidos e fagueiros na preparação para a corrida eleitoral deste ano.

Sem contratempos, estão somando apoios vindos do meio dos descontentes com o atual governo, para o possível desespero da governadora Rosalba Ciarlini, que não deve ter a força do governo subestimada nessa luta.

É por aí!…

ROSALBISTAS LUTAM PELA CONVENÇÃO

Um verdadeiro exército de juristas e militantes do movimento conhecido como ‘rosalbista’ luta com unhas e dentes para garantir o seu direito a candidatura à reeleição para o cargo de governador, mesmo com a decisão contrária da Comissão Executiva do seu partido, o Democratas.

JOSÉ AGRIPINO FIRME

O senador José Agripino, presidente nacional dos Democratas mantém-se firme na sua disposição de manter os objetivos da cúpula nacional dos Democratas, que deseja conquistar mais espaços nas assleias legislativas e na Câmara Federal e no Senado, deixando de lado a briga pela conquista de cargos de governador em todo o país. E não admite nem conversar com emissários da governadora Rosalba Ciarlini.

RICARDO MOTTA TRABALHA EM SILÊNCIO

Sem alardes, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta, vai, aos poucos, consolidado a perspectiva do seu filho, o vereador Rafael Motta, disputar com amplas possibilidades de sucesso, um mandato de deputado federal.

ROBINSON E FÁTIMA CHEIOS DE ESPERANÇA

Os resultados eleitorais positivos nas eleições suplementares para o PSD, em Mossoró, e para o PT, em Ipanguassu, acendeu a chama da esperança no vice-governador Robinson Faria e na deputada federal Fátima Bezerra. Os dois sonham com uma perspectiva mais realista de vitória no pleito de outubro, quando pretendem disputar os cargos de governador e senador, respectivamente, numa mesma coligação.

OBRAS ATRASADAS

Está pegando muito mal para a governadora Rosalba Ciarlini e para o prefeito Carlos Eduardo, o atraso nas obras de mobilidade urbana que estão sendo realizadas no entorno da Arena das Dunas. Pior é a tentativa de esconder a parte das obras que não estará concluída, atrás de tapumes coloridos. Difícil, muito difícil, esconder a ineficiência pública para finalizar obras que deveriam estarem prontas antes do início da disputa.

FRASES

(A) “É com muita satisfação que aceito a indicação e o desafio de ser a pré-candidata do PT ao Senado”.” Do Twitter da deputada federal Fátima Bezerra.

“Natal: agora é “Prego batido, ponta virada”! Prá Deputado Estadual é ‪@mineiropt13 e para o Senado ‪@Fatima_Bezerra.Do diretor do Sebrae João Hélio Cavalcante, no seu Twitter.

Desejando sorte ao prefeito ‪@fcojosejr55 e ao vice, Luiz Carlos na missão de administrar Mossoró com bons projetos.” Do vice-governador Robinson Faria no seu Twitter.

Estava escrito nas estrelas. Deu 13 na cabeça em Ipanguaçu. A velha política,”o acórdão” sofreu mais uma derrota.” Da deputada federal Fátima Bezerra no seu Twitter.

A caminho de Ipanguaçu para comemorar mais uma vitória da aliança PT e PSD no Rio Grande do Norte.” Do vice-governador Robinson Faria no seu Twitter.

(A) O Dep. Henrique Alves foi determinante na chegada da CAIXA aos dois principais clubes do RN.” Do Twitter do deputado Henrique Eduardo Alves.

Min. da Saúde liberou hj recursos de emendas de minha autoria que vão beneficiar 5 municípios do RN na área de saúde.” Do deputado Henrique Eduardo Alves no seu Twitter.

Porque o brasileiro é tão doente e precisa tanto de médicos e remédios? É a alimentação que nos faz tão dependentes da indústria da saúde?” Do jornalista Jânio Rêgo, no seu Twitter.

E a gastança com o dinheiro púbico continua! BB, Caixa e outros órgãos gastam R$ 9 mi em ingressos da Copa para VIPs.” Da apresentadora Raquel Sheherazade, no seu Twitter.

“Deputado Vicentinho quer proibir venda de livros estrangeiros no país.”Do jornalista Ricardo Rosado, no seu Twitter.

“Arena das Dunas entre os 25 estádios mais caros das copas.”Do jornalista Alex Medeiros, no seu Twitter.

ME DISSERAM!…

… Que Rosalba Ciarlini estaria triste com o conselheiro que a estimulou no distanciamento do senador José Agripino. Será?…

… Que Carlos Augusto Rosado estaria acreditando que vai derrotar o senador José Agripino na convenção dos Democratas. Será?…

… Que Garibaldi e Henrique Alves estariam ‘rindo à toa’ com a firmeza do senador José Agripino de vetar a candidatura de Rosalba. Será?…

… Que o empresário Flávio Azevedo tem sido estimulado a comemorar antecipadamente a sua eleição como suplente de senador. Será?…

COLUNA É POR AÍ!… JUN 2014 – REVISTA FOCO

ROSALBA ESPERNEIA

Alegando que o objetivo do Partido Democratas nas eleições deste ano será fortalecer e conquistar novas cadeiras nos parlamentos estaduais e federais, o senador José Agripino, presidente nacional do DEM, comandou a reunião da Executiva Estadual do partido no Rio Grande do Norte que decidiu negar apoio e legenda para a intencionada candidatura à reeleição da governadora Rosalba Ciarlini.

Esperneando, Rosalba afirma que o assunto só estará concluído na convenção do partido, que até o dia 30 deste mês vai aprovar os nomes dos candidatos que irão concorrer as eleições de outubro. E trabalha para garantir o seu direito de candidatar-se à reeleição.

Dona de um dos maiores índices de rejeição já experimentados por um governante no Rio Grande do Norte, Rosalba é comparada pelos seus adversários políticos, com a ex-prefeita de Natal, Micarla de Sousa, que viu sua popularidade minguar até ser apeada do cargo de Prefeito de Natal por decisão judicial.

Para o mandato de Rosalba já está em tramitação na Assembleia Legislativa, inclusive com aprovação na Comissão de Constituição e Justiça, de um pedido de impeachment.

Juntando as peças, percebe-se que Rosalba precisa de um trabalho hercúleo para vencer a convenção partidária e conquistar o reconhecimento do seu direito de candidatar-se à reeleição, ao mesmo tempo em que precisará se desdobrar em agrados aos deputados estaduais para barrar o processo do seu impedimento para governar.

Enquanto isso, o deputado Henrique Eduardo Alves e o vice-governador Robinson Faria, pré candidatos ao cargo de governador pelos seus respectivos partidos, PMDB e PSD, seguem lépidos e fagueiros na preparação para a corrida eleitoral deste ano.

Sem contratempos, estão somando apoios vindos do meio dos descontentes com o atual governo, para o possível desespero da governadora Rosalba Ciarlini, que não deve ter a força do governo subestimada nessa luta.

É por aí!…

ROSALBISTAS LUTAM PELA CONVENÇÃO

Um verdadeiro exército de juristas e militantes do movimento conhecido como ‘rosalbista’ luta com unhas e dentes para garantir o seu direito a candidatura à reeleição para o cargo de governador, mesmo com a decisão contrária da Comissão Executiva do seu partido, o Democratas.

JOSÉ AGRIPINO FIRME

O senador José Agripino, presidente nacional dos Democratas mantém-se firme na sua disposição de manter os objetivos da cúpula nacional dos Democratas, que deseja conquistar mais espaços nas assleias legislativas e na Câmara Federal e no Senado, deixando de lado a briga pela conquista de cargos de governador em todo o país. E não admite nem conversar com emissários da governadora Rosalba Ciarlini.

RICARDO MOTTA TRABALHA EM SILÊNCIO

Sem alardes, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta, vai, aos poucos, consolidado a perspectiva do seu filho, o vereador Rafael Motta, disputar com amplas possibilidades de sucesso, um mandato de deputado federal.

ROBINSON E FÁTIMA CHEIOS DE ESPERANÇA

Os resultados eleitorais positivos nas eleições suplementares para o PSD, em Mossoró, e para o PT, em Ipanguassu, acendeu a chama da esperança no vice-governador Robinson Faria e na deputada federal Fátima Bezerra. Os dois sonham com uma perspectiva mais realista de vitória no pleito de outubro, quando pretendem disputar os cargos de governador e senador, respectivamente, numa mesma coligação.

OBRAS ATRASADAS

Está pegando muito mal para a governadora Rosalba Ciarlini e para o prefeito Carlos Eduardo, o atraso nas obras de mobilidade urbana que estão sendo realizadas no entorno da Arena das Dunas. Pior é a tentativa de esconder a parte das obras que não estará concluída, atrás de tapumes coloridos. Difícil, muito difícil, esconder a ineficiência pública para finalizar obras que deveriam estarem prontas antes do início da disputa.

FRASES

(A) “É com muita satisfação que aceito a indicação e o desafio de ser a pré-candidata do PT ao Senado”.” Do Twitter da deputada federal Fátima Bezerra.

“Natal: agora é “Prego batido, ponta virada”! Prá Deputado Estadual é ‪@mineiropt13 e para o Senado ‪@Fatima_Bezerra.Do diretor do Sebrae João Hélio Cavalcante, no seu Twitter.

Desejando sorte ao prefeito ‪@fcojosejr55 e ao vice, Luiz Carlos na missão de administrar Mossoró com bons projetos.” Do vice-governador Robinson Faria no seu Twitter.

Estava escrito nas estrelas. Deu 13 na cabeça em Ipanguaçu. A velha política,”o acórdão” sofreu mais uma derrota.” Da deputada federal Fátima Bezerra no seu Twitter.

A caminho de Ipanguaçu para comemorar mais uma vitória da aliança PT e PSD no Rio Grande do Norte.” Do vice-governador Robinson Faria no seu Twitter.

(A) O Dep. Henrique Alves foi determinante na chegada da CAIXA aos dois principais clubes do RN.” Do Twitter do deputado Henrique Eduardo Alves.

Min. da Saúde liberou hj recursos de emendas de minha autoria que vão beneficiar 5 municípios do RN na área de saúde.” Do deputado Henrique Eduardo Alves no seu Twitter.

Porque o brasileiro é tão doente e precisa tanto de médicos e remédios? É a alimentação que nos faz tão dependentes da indústria da saúde?” Do jornalista Jânio Rêgo, no seu Twitter.

E a gastança com o dinheiro púbico continua! BB, Caixa e outros órgãos gastam R$ 9 mi em ingressos da Copa para VIPs.” Da apresentadora Raquel Sheherazade, no seu Twitter.

“Deputado Vicentinho quer proibir venda de livros estrangeiros no país.”Do jornalista Ricardo Rosado, no seu Twitter.

“Arena das Dunas entre os 25 estádios mais caros das copas.”Do jornalista Alex Medeiros, no seu Twitter.

ME DISSERAM!…

… Que Rosalba Ciarlini estaria triste com o conselheiro que a estimulou no distanciamento do senador José Agripino. Será?…

… Que Carlos Augusto Rosado estaria acreditando que vai derrotar o senador José Agripino na convenção dos Democratas. Será?…

… Que Garibaldi e Henrique Alves estariam ‘rindo à toa’ com a firmeza do senador José Agripino de vetar a candidatura de Rosalba. Será?…

… Que o empresário Flávio Azevedo tem sido estimulado a comemorar antecipadamente a sua eleição como suplente de senador. Será?…