LIVRE PENSAR É SÓ PENSAR. TEORI E AS TEORIAS. CONSPIRAÇÃO E MEDO!

 José Sarney, o grande ‘consigliere’. * Foto – Internet – Edilson Rodrigues – Agência Senado.

Dá medo pensar no desenrolar e nas consequências que podem acontecer na vida de todas as pessoas envolvidas no processo da Lava Jato. E até na vida de quem divulga detalhes, mesmo que particulares, sobre a Lava Jato.

O medo de pensar livre e afirmar livremente o que se pensa, leva os homens a esconder no coração as maiores e piores suspeitas da vida.

Michel Temer teria medo da Lava Jato? * Foto – Internet – Segredos do Mundo – – r7.com.

É de tremer e temer, imaginar que na viagem à Portugal, tenham ficado algumas horas sozinhos, dentro de um dos espaços de um avião da Presidência da República, o presidente Michel Temer, o grande consigliere José Sarney e o ministro do STF e do TSE, Gilmar Mendes.

Na sequência, dá um frio na espinha acreditar na grande coincidência da morte, em acidente aéreo de pequeno porte, do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato, no STF.

E o intestino vai se dobrar de dor, na infecção, ao se imaginar que o Supremo Tribunal Federal, a mais alta corte jurídica do Brasil, vai sucumbir as coincidências tenebrosas que unem, ou não, estes acontecimentos.

 Gilmar conversou com Temer antes e depois do acidente que vitimou Teori. * Foto – Internet – André Coelho – Agência O Globo.

E imaginar que Gilmar Mendes foi conversar com o presidente Michel Temer, na residência oficial do Alvorada, no final da tarde de domingo, depois do sepultamento do corpo inerte, sem voz, sem comando na Lava Jato, do ministro Teori Zavascki.

Logo Gilmar, que agora é o único homem que conversou com o presidente Michel Temer, antes e depois do acidente que vitimou Teori.

Impossível não imaginar que eles não tenham conversado sobre a Lava Jato e os incômodos que a operação está causando nos meios políticos.

É muita coincidência!

Particularmente, tenho medo de coincidências!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com

 

TEORI SEPULTADO, FICARAM AS TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO NAS MÃOS DE CÁRMEM

 

Cármem Lúcia. * Foto – Internet – TRF4 – Divulgação.

Acaba hoje o luto oficial de 3 dias, pela morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal – STF. Ele era o ministro-relator da Operação Lava Jato, que investiga o escândalo do maior esquema de corrupção e distribuição de propina do planeta em toda história da humanidade.

Nesta segunda-feira, a ministra Cármem Lúcia, presidente do STF, deve anunciar as primeiras providências do Supremo para a substituição do relator.

É a maior batata quente que alguém poderia ter nas mãos nestes dias de conturbação política, social e penitenciária do país.

Há possibilidade legal do substituto ser sorteado entre todos os ministros da mais alta Corte Jurídica do país.

Mas há também, legalmente, a possibilidade da presidente usar as prerrogativas do cargo para dar prosseguimento ao processo, com a aprovação do Acordo de Leniência do Grupo Odebrecht e até a quebra do sigilo do processo.

O problema é muito grave e exige uma solução muito forte.

Teori está sepultado, mas as teorias da conspiração estão aí, baseadas em fatos reais, como o detalhe do avião do acidente estar sendo seguido desde o dia 3 de janeiro, período em que sua ficha técnica ehistórico de vôos foi consultada mais de 1.884 vezes no sistema que controla a atividade aérea no país.

Caso não avoque estas duas decisões para si, usando das prerrogativas do cargo de presidente, Cármem causará grande frustração para a nação brasileira e poderá jogar a opinião pública contra o STF.

Pior: parecerá convenivente com o jogo brutal dos políticos que desejam enterrar a Lava Jato.

Hoje o STF precisa de uma mulher forte!

Que use o instinto materno para defender o país, as instituições e o povo brasileiro.

E que Deus lhe proteja presidente Cármem Lúcia!

É por aí!…

Casciano Vidal

PS. Para falar com o autor: cascianovidal@gmail.com